O dia 2 da BorCon foi mais ou menos morno como o primeiro dia. A palestra de abertura foi do Joe Schulz da Borland USA. Ele apresentou novamente a suite ALM da Borland para gerenciar o ciclo de desenvolvimento do software. Foi bem legal, o cara é um ótimo palestrante. Mas foi uma palestra puramente comercial, não mostrou nada das ferramentas, ficou apenas nos slides.

Depois assisti palestra sobre o CaliberRM, a ferramenta de gerência de requisitos da Borland, que parece muito interessante. A pena é que essas palestras são muito rápidas, de 1h apenas e os palestrantes na minha opinião estão pecando por ficar muito mostrando slides e discutindo teorias e só mostram as ferramentas no final, por muito pouco tempo, o que nos deixa um pouco frustrado, pois acabamos praticamente nem conhecendo as ferramentas.

Na sequência uma palestra interessante sobre metodologias, abordando superficialmente UP (Unified Process), XP (Extreme Programming) e FDD (Feature Driven Development). Essa última eu não conhecia, e confesso que pareceu muito interessante. Estarei pesquisando mais sobre ela quando estiver de volta em Americana.

Depois acabei assistindo a palestra do Daniel Wildt sobre desenvlvimento J2ME/MIDP usando JBuilder. Foi interessante, apesar de eu não ter planos de usar Java no futuro próximo.

E para fechar, estive na palestra do Daniel Polistchuck da Borland, abordando manipulação de XML com Delphi 8. Ufa! Finalmente alguém botou a mão na massa e mostrou um pouco de código. Não foi muito, mas foi melhor do que nada.

Uma coisa que me chamou atenção é que a Borland ainda não tocou no assunto Delphi 9. Outro detalhe, é que não existe nenhuma palestra sobre C# Builder, o que nos leva a crer que realmente este produto será incorporado ao Delphi e não mais existirá sozinho.

É isso.. hoje é o terceiro dia, dia da minha palestra.. depois conto como foi.