Artigo interessante escrito por Mauro Santanna. Obviamente ele vive de Microsoft e sua parcialidade é colocada em dúvida por causa disso, mas não tiro a razão dele. Acho que ele usou bons argumentos para defender seu lado. Não podemos defender algo (como open source) sem conhecer e analisar suas implicações a longo prazo. Claro que eu uso software open source (como o FireFox) e gosto muito. Já até trabalhei voluntariamente em um ou dois projetos livres, mas somente coisa pequena. De forma alguma eu investiria pra valer no desenvolvimento de algum software open source, afinal, eu vivo de software.