Não importa quão bom seja seu software. Se o cliente tiver uma infra-estrutura precária de rede e servidores, pode ter certeza que você vai ter dores de cabeça.

Recentemente conquistamos um novo cliente razoavelmente grande para nossos padrões (cerca de 50 estações) e nos deparamos com isso:

Essa era a central de cabeamento dele. Além desta, existiam vários hubs espalhados por toda a empresa. Felizmente o cliente confiava em nós, e assim que explicamos os problemas de sua infra-estrutura, conseguímos que ele contratasse uma empresa de redes para refazer e certificar todo o cabeamento, trocando todos os hubs por switches centralizados, trocando cabos, etc.

E felizmente o trabalho ficou pronto e agora temos isso:


Quase igual não?

Pois é, a moral da história é que já vi muitos casos onde os usuários tem infra-estruturas absurdamente precárias, que acabam afetando o funcionamento dos softwares e estes acabam levando a culpa. O problema é que existem casos também onde os desenvolvedores não se preocupam em verificar e aconselhar o cliente em questões relacionadas a infra-estrutura, mesmo eles tendo muito a perder caso as coisas não estejam bem feitas.