A notícia já tem alguns dias, mas não quis deixar de comentar aqui. Finalmente o PalmOS saiu do limbo em que estava para dar lugar a algo novo. Digo limbo, porque após o PalmOS 5, lançado há alguns anos, nada mais de concreto foi feito pelo PalmOS. Chegaram ao absurdo de anunciar versões novas mas que nunca apareceram em nenhum equipamento!

A nova plataforma da Access, a empresa que comprou a PalmSource algum tempo atrás, se chama ALP, ou Access Linux Plataform. Como o próprio nome já diz, é baseado em Linux, e terá as funções do PalmOS incorporadas a ele para que, gradativamente, o PalmOS seja encerrado. A nova plataforma será direcionada para smartphones.

O PalmOS por muito tempo deu uma lavada no Windows Mobile, mas como nada é eterno, a Microsoft foi melhorando gradativamente seu sistema, enquanto o PalmOS ficava hibernado no limbo. A maioria dos hard-users PalmOS que eu conhecia migraram para Windows Mobile. Poucos ficaram no PalmOS. Eu tive muitos Palms e fui muito ativo na comunidade PalmOS. Criei grupos de usuários, organizei encontros nacionais e regionais. Há algum tempo, quando minha máquina principal passou a ser um notebook, meu uso do Palm diminuiu muito, me distanciei completamente da comunidade, e no ano passado troquei meu último Palm por um smartphone Windows Mobile, e estou muito satisfeito.

Apesar disso, ainda mantenho uma relação profissional com o PalmOS muito importante. Temos alguns produtos na Cadena rodando em PalmOS com sucesso e com muitos usuários. Todos desenvolvidos usando PocketStudio, um compilador nativo que agora está nas mãos de um brasileiro, o Marcio Alexandroni (Cialogica e ClubePDA).

Na área de software simples como força de vendas e coleta de dados, o PalmOS ainda é a melhor opção na minha opinião. Com equipamentos de custo muito mais baixo, e ótima performance, não tem nenhum motivo para migrar para Windows Mobile. E espero que a Access saiba disso.

O que me deixa chateado, é que pessoas critiquem o PalmOS aparentemente sem nenhuma experiência com ele. Mas enfim, existem radicais em todas as áreas. Um cidadão teve a coragem de dizer em seu blog que o PalmOS é pior que o sistema que ele desenvolveu na faculdade. Faça-me um favor. Esse tipo de comentário acaba com o próprio profissional que o faz.
O release oficial do anúncio do ALP pode ser visto aqui.