Gosto muito dos artigos do Joel Spolsky em seu site Joel on Software. No último deles ele explica porque os runtimes são uma dor de cabeça na vida das empresas de software, e usa a plataforma .NET como exemplo. Vale a pena a leitura.