Assista esse vídeo. É uma apresentação de alguns novos recursos do JBuilder 2006. A principal novidade é a programação P2P, onde você tem um cliente de IM e pode compartilhar projetos online com um ou mais desenvolvedores, sendo que qualquer um pode assumir e programar enquanto os outros acompanham. Podem debugar em grupo, etc, tudo online via Internet. Simplesmente incrível!!!!

Dá pra ver que a Borland ainda não deixou totalmente de ser inovadora, porém, a maioria das novidades agora primeiro aparecem no JBuilder, e depois no Delphi. Então é legal estar antenado com o JBuilder, que mostra com antecedência melhorias que aparecerão na IDE do Delphi depois.

Qual a diferença entre o JBuilder e o Delphi estrategicamente para a Borland? Por que ela agora lança tudo primeiro no JBuilder e depois reflete no Delphi? Vou chutar aqui algumas possibilidades:

  1. JBuilder dá mais dinheiro que o Delphi.
  2. A equipe do JBuilder é simplesmente melhor que a do Delphi.
  3. No mercado Windows, o Delphi sempre vai ficar atrás do Visual Studio em vendas e usuários, já em Java a Microsoft não compete com a Borland diretamente.

Pode ser que não seja nada disso, mas para mim, a terceira opção é a mais provável.